Afinal, o que são cidades inteligentes?

Afinal, o que são cidades inteligentes

Até 2020, o Gartner estima que serão 1,39 bilhão de sensores conectados nas cidades para alcançar metas de sustentabilidade e mudanças climáticas. O cenário reforça termos cada vez mais usados no mundo todo, como cidades inteligentes, conectadas e do futuro. Mas o que, de fato, isso quer dizer? Quando se fala em cidade inteligente, não se trata apenas de oferecer conexão de alta capacidade em ambientes públicos. A ideia é repensar o funcionamento do local, de forma integrada e com auxílio da tecnologia, para que haja o mínimo desperdício de tempo e recursos. “Tornar as cidades mais eficientes e transparentes para as empresas e para a sociedade passou de um plano de governo para um requisito de sobrevivência”, afirma Luiz Faray, diretor de TI da Oi para o mercado B2B. Isso porque, com o aumento da população, reflexo da longevidade, contar com sistemas cognitivos de transporte, saúde e lazer será essencial.

Neste cenário, começam a surgir no Brasil projetos verticais em diversos locais. “Os Centros de Comando e Controle apareceram especialmente pelas questões de segurança pública e, em alguns casos, para o tratamento de emergências integrando as polícias, os bombeiros e o Samu”, explica Faray. Mas, apesar do avanço, as cidades brasileiras ainda estão longe de se tornarem realmente conectadas. Segundo o executivo, os projetos só vão acontecer quando houver mobilização das três esferas: federal, estadual e municipal. Leia Mais

Novo computador quântico passa por importantes testes

Novo computador quântico passa por importantes testes

Pesquisadores de duas equipes trabalhando com a Intel relataram, avanços em uma nova arquitetura de computação quântica chamada de “spin qubits”. Eles, obviamente, não são os computadores quânticos de propósito completo do futuro, mas têm uma grande vantagem em relação a outros designs de computação quântica.

“Fizemos esses qubits em chips de silício, parecidos com o que são usados em processos computacionais clássicos”, disse o autor do estudo Thomas Watson, da TU Delft, na Holanda, em entrevista ao Gizmodo. “A esperança é de que, ao fazer as coisas dessa maneira, podemos potencialmente escalar para números maiores, que são necessários para executar uma computação quântica útil.”

Para os não-iniciados, computadores quânticos viram as regras dos computadores de cabeça para baixo como o Mágico de OZ indo de preto e branco para colorido. Computadores clássicos executam todos seus cálculos convertendo dados em código binário. Cada zero ou um é representado por algum bit físico de duas escolhas. Computadores quânticos, por sua vez, usam qubits — bits quânticos que assumem os dois valores simultaneamente durante os cálculos. Pares de qubits conversam uns com os outros usando regras da mecânica quântica. Eles produzem valores de bit normais quando o usuário precisa de uma resposta. Você pode ler isto aqui se precisar de mais informações. Leia Mais

Por que o Facebook não é mais uma rede social para jovens

Por que o Facebook não é mais uma rede social para jovens

Onde tem tecnologia terá mudança, o Facebook nunca esteve imune a isto, estudos apontam que a rede social de Mark Zuckerberg está perdendo espaço entre os jovens. Segundo pesquisas realizadas pela eMarketer o Facebook perdeu 2,8 milhões de usuários com menos de 25 anos em 2017.

Estudos feitos pela eMarketer apontam que o Snapchat mesmo apresentando dificuldades no começo do seu crescimento, fez com que o Facebook criasse um clone óbvio do Snapchat o ‘Instagram Stories’ e mesmo assim, ainda conseguiu impulsionou a base de usuários do app de fotos e vídeos.

O Face perde jovens em todos os grupos: usuários com menos de 11 anos, aqueles de 12 a 17 anos e os de 18 a 24 anos. A queda estimada mais rápida do Facebook no ano passado, segundo a eMarketer, foi na categoria do meio: 1,4 milhões de adolescentes deixaram de ser usuário assíduo. A queda estimada do Facebook entre usuários mais jovens no ano passado se junta bem com o crescimento do Snapchat em 2017, quando a rede ganhou cerca de 1,9 milhões de usuários com menos de 25 anos. Entramos em contato com o Facebook para falar dos números da eMarketer e vamos atualizar a publicação se obtivermos uma resposta. Leia Mais

China já transporta humanos em drones

Durante a CES 2016, a empresa de drones autônomos Ehang apresentou o que defendeu como o futuro do transporte individual. No caso, um drone autônomo que conseguiria transportar pessoas de A a B a uma velocidade de 130 km/h.

Agora, a companhia mostra resultados mais concretos para suas ambições, tendo publicado um vídeo que mostra modelos do Ehang 184 – de um e de dois lugares – voando sobre área rural da China e em condições atmosféricas desafiadoras. Segundo a companhia, 184 pessoas já utilizaram o veículo e cerca de 40 passageiros foram filmados desfrutando as manobras áreas, incluindo o CEO da Ehang, Huazhi Hu.

O Ehang 184 é, segundo a empresa, capaz de transportar uma única pessoa em até 130 km/h e sob condições de tempestade. Ele ainda teria capacidade para rodar com 23 minutos de carga.

Uma tela touchscreen, que executa o Google Maps, é usada para determinar o destino do passageiro, que deve seguir solitário, tendo em vista que não há nenhum piloto a bordo. Leia Mais

Polícia chinesa criam óculos que identificam suspeitos em tempo real

Polícia chinesa criam óculos que identificam suspeitos em tempo real

A cada dia, dezenas de milhares de pessoas passam pela estação ferroviária de Zhengzhou, no leste da China. Agora, lentes de um óculos de última geração permitirão que policiais identifiquem, na multidão, os antecedentes criminais de quem desejarem – e em tempo real.

Com os óculos de reconhecimento facial, cujas lentes são compostas de um vidro colorido, o policial pode tirar uma foto ou ter acesso imediato a uma base de dados sobre suspeitos.

A ideia é permitir identificar mais rapidamente foragidos… e controlar mais, a nível estatal, cada uma das pessoas que transitam pelas megacidades do país.

Se alguma irregularidade é detectada, o agente pode checar informações como nome e endereço da pessoa e pedir reforço para a captura do suspeito. O reconhecimento facial, tecnologia por trás dos óculos, só tem crescido nos últimos anos na China.

O sistema começou a ser usado no primeiro dia de fevereiro e, desde então, permitiu a captura de sete suspeitos de diferentes crimes, desde abusos a tráficos humanos, segundo veículos locais.

A polícia começou a usar o equipamento na estação de Zhengzhou, mas já ampliou a sua aplicação para outros pontos da cidade. Leia Mais

Grafeno vai revolucionar a tecnologia do futuro

O Grafeno pode ser considerado um material de (quase) 1001 utilidades, tão ou mais revolucionário que o plástico e o silício – este último usado em grande quantidade na fabricação de diversos componentes eletrônicos. Já é conhecido como um dos elementos que vão revolucionar a indústria tecnológica como um todo devido a sua resistência, leveza, transparência e flexibilidade, além de ser um ótimo condutor de eletricidade.

Com tantas vantagens e características promissoras, você certamente já deve ler lido alguma coisa sobre esse poderoso material que, muito em breve, estará nos nossos tablets, celulares inteligentes e outros dispositivos do dia a dia. E olha que a era do grafeno está apenas começando. Por exemplo, você já imaginou recarregar seu smartphone em apenas 15 minutos e só precisá-lo plugar na tomada uma semana depois? Ou ainda poder dobrar, amassar e contorcer seu aparelho telefônico sem danificar seu funcionamento? As possibilidades são muitas, e incluem ainda raquetes de tênis e até preservativos.

Embora esteja em evidência só agora, as pesquisas com grafeno começaram em 1947 pelo físico Philip Russel Wallace, o primeiro a descobrir e estudar, mesmo que de uma forma bastante limitada, os princípios do material. Ele se tornou realidade só em 1962 através dos químicos alemães Ulrich Hofmann e Hanns-Peter Boehm, quando o próprio Boehm batizou o composto, resultado da junção das palavras “grafite” e o sufixo “-eno”. Leia Mais

Os 10 cargos de TI que serão destaque em 2018

Os 10 cargos de TI que serão destaque em 2018

Dados divulgados no estudo anual IDC Predictions mostram que a tendência é de que o mercado de TI melhore no Brasil durante o primeiro semestre de 2018 e que a área avance 5,8% ao longo do ano.

A projeção é de que a transformação digital continue a acontecer nas empresas, motivando mudanças nas estrutururas das organizações. Além disso, também devem estar em alta as vendas de smartphones e tablets para o setor corporativo, avanço da internet das coisas no ambiente doméstico, blockchain (a tecnologia por trás do bitcoin), big data e analytics, nuvem pública e segurança da informação.

Tudo isso impacta o mercado de trabalho e, segundo o headhunter especializado em tecnologia Paulo Exel, a curva de crescimento e de demanda por profissionais de TI só tende a aumentar nos próximos anos.

Confira 10 cargos na área de TI que serão destaque ao longo de 2018, de acordo com Exel: Leia Mais

90% dos médicos adotarão tecnologias móveis no leito do paciente.

90% dos médicos adotarão tecnologias móveis no leito do paciente.
Um estudo realizado pela Zebra Technologies junto à comunidade médica aponta que dentro de cinco anos, 90% dos médicos e profissionais de saúde esperam estar usando tecnologias móveis no leito dos pacientes de hospitais de terapia intensiva. A pesquisa, chamada Futuro da Saúde: 2022 – Estudo Hospitalar, identificou o aumento do uso de laptops, tablets, scanners de código de barras sem fio e impressoras portáteis nos hospitais.

Mais de 2/3 dos entrevistados (72%) acreditam que a vantagem do uso desses equipamentos é melhorar a qualidade dos serviços prestados por oferecer informações atualizadas no leito dos pacientes e, com isso, reduzir a probabilidade de erros e diminuir a burocracia. Como efeito colateral positivo, os entrevistados indicam também um aumento do tempo de contato entre o médico e seus pacientes. Do lado dos pacientes, o interesse é reforçado: oito entre dez pacientes disseram sentir-se mais seguros por causa da tecnologia adotada.

Segundo dados da pesquisa, quase todos os hospitais participantes do estudo planejam adotar dispositivos móveis perto dos pacientes, seja por enfermeiros (97%) ou por médicos (98%), até 2022. Um dado interessante é que os hospitais esperam estender tais tecnologias para todo o ecossistema ligado a eles, como farmacêuticos, radiologistas, técnicos de laboratório e responsáveis pelo transporte de pacientes. Leia Mais

Que tal investir em live streaming?

Que tal investir em live streaming em 2018

Cada vez mais as pessoas se interessam por conteúdos online em tempo real que dão chance de interação, e o live streaming é um destaque nesse quesito. Com poder de gerar tráfego e transformar conteúdos em virais, a ferramenta está conquistando a atenção das marcas que buscam novas formas de se comunicar.

O live streaming é o futuro do conteúdo de vídeo e as empresas que ainda não fazem uso dessa modalidade não devem perder a oportunidade nesse ano. Sendo um material muito acessível, só vai continuar a crescer em 2018.

Crescimento acelerado
Segundo pesquisa da Research and Markets, a indústria de live streaming faturou, em 2016, US$ 30 bilhões e tem previsão de tornar- se uma indústria de mais de US$ 70 bilhões em faturamento até 2021. Usar plataformas para este recurso é uma maneira quase gratuita de gerar receitas para seu negócio. Leia Mais

Bitcoin despenca novamente e fica abaixo dos US$ 6 mil

Bitcoin despenca novamente e fica abaixo dos US$ 6 mil
O bitcoin registrou nova queda drástica nesta terça-feira (6/2) e caiu para menos de US$ 6 mil. O valor representa redução de mais da metade do valor desde o início de 2018.

A bolsa Bitstamp, baseada em Luxemburgo, registrou valor de US$ 5.920, nível mais baixo desde novembro. Na semana passada, o valor chegou a US$ 9.165, o que já era considerada uma forte queda.

Após leve recuperação, as criptomoedas caíram novamente nesta semana. A moeda digital chegou a valor quase US$ 20 mil em dezembro do ano passado.

Um dos motivos que explica são as preocupações com regulações em mercados emergentes, o que tem deixado investidores em pânico.

Stephen Innes, responsável pelas transações Ásia-Pacífico na Oanda – companhia de serviços financeiros especializada no mercado de divisas -, afirmou à AFP que é preciso ver, por trás deste movimento, o endurecimento regulatório e o fato de os investidores perderem confiança nas moedas virtuais, especialmente depois da pirataria da plataforma de intercâmbio japonesa Coincheck. Leia Mais

Entenda como o open-source influenciou o mercado de tecnologia

Entenda como open-source influenciou o mercado de tecnologia

O software open-source (código aberto) está presente em muitas coisas da sua vida, mesmo que você não perceba. Os fãs das placas Raspberry Pi, por exemplo, se aproveitam do software open-source. Servidores open-source Linux e BSD rodam nossos sites e redes corporativas, assim como unidades de entretenimento de aviões e quiosques de computadores.

E não para por aí. O software open-source está no núcleo dos aparelhos Android. Até mesmo navegadores populares são open-source, incluindo o Firefox, o Opera e o projeto Chromium, que serve como base para o Chrome. Softwares de código aberto como Linux são tão importantes para os desenvolvedores que a Microsoft até o integrou no Windows 10 com o Ubuntu Bash no Windows.

O termo que ajudou a definir todas essas tecnologias nasceu há 20 anos. Já existia a noção de “software livre”, em que os usuários podiam ver o código fonte de um programa, graças aos esforços de Richard Stallman e da Free Software Foundation. Mas em 3 de fevereiro de 1998, os primeiros membros da Open Source Initiative se reuniram para cunhar e adotar o termo “open source”, e a Open Source Definition publicada alguns dias depois ajudou a criar um movimento de massa em torno da noção de expor o código fonte dos softwares.

Leia Mais

Paraquedas para avião…


 
Finalmente, um jato particular que une extremo conforto com altos níveis de segurança. O Cirrus Vision SF50 combina toda a praticidade de um SUV com o luxo de um jato particular e segurança de uma nave espacial.

A aeronave utiliza tecnologia “CAPS”, similar aos sistemas de recuperação de cápsulas espaciais, empregados pelas agências espaciais em todo o mundo. O sistema inovador já foi testado e creditado em salvar vidas.

O modelo final de produção voou pela primeira vez em dezembro. O que talvez não agrade a maioria das pessoas é seu preço, algo em torno de dois milhões de dólares nas versões standard. Leia Mais

Bem vindo ao Mundo 3.0

Falando especificamente de negócios, as coisa não funcionam mais como antes.

Soluções que vem desde o século passado, não solucionam mais nada. Operações que eram simples, agora tornaram-se sistemas complexos. Padrões de comportamento e relacionamento instituídos à décadas são desconstruídos em meses. As formas de relacionamentos com os stakeholders, transformam-se do dia para a noite. As propostas de valor estabelecidas lá atras, não tem mais valor.

É todo um novo mundo, uma quantidade enorme de oportunidades. Mas, para quem está olhando somente para si mesmo e para o seu “problema”… tudo parece uma ameaça.

Em 2011 foi previsto que até 2021, 40% das empresas listadas no Fortune 500, desapareceriam por dificuldade de se adaptar. E essa porcentagem, vem aumentando ano a ano.

É possível entender esse cenário de transformação e mudança no qual estamos inseridos hoje?

É possível acompanhar todas a mudanças? Leia Mais

De professores a advogados estão virando moradores de rua

Moradores de rua também têm sua “classe média”, gente outrora mais abastada que entrou numa espiral de decadência da qual não conseguiu sair e, hoje, acode aos albergues da Prefeitura de São Paulo em busca de segurança e de apoio para sobreviver com as próprias pernas. É um subgrupo que não pratica a mendicância, evita dormir ao ar livre e usufrui da estrutura pública de assistência social por meses, às vezes, anos.

Sua penúria tem as mesmas origens de quase toda população excluída –desemprego, despejo, separação conjugal, doenças psiquiátricas e vício em álcool e drogas.

Mas seu tombo social costuma ser maior: até se verem sem nada e atingirem o esgotamento, passaram a maior parte da vida com trabalho e carteira assinada, fizeram cursos universitários, tiveram uma família, falam duas línguas ou mais e viajaram o mundo por conta da carreira ou por aventura.

“A gente vê que muitos moradores de rua são qualificados –tem ex-advogado, dono de posto de gasolina, piloto de avião”, diz o secretário municipal de Assistência e Desenvolvimento Social, Filipe Sabará, que substituiu a vereadora Soninha Francine (PPS) no comando da pasta na gestão João Doria (PSDB) há seis meses. Leia Mais

Antes de Marte astronautas vão à Lua

O vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, afirmou nesta quinta-feira (05/10) que o governo norte-americano planeja enviar humanos de volta à Lua. Trata-se, segundo Pence, de uma missão que melhor preparará o país para a exploração de Marte e outros planetas do nosso Sistema Solar.

Os novos planos vão contra o que o ex-presidente Barack Obama defendia. Ele rejeitava a ideia de concentrar esforços e verba para enviar astronautas à Lua. “Nós já estivemos lá”, dizia ele.

Durante sua administração, Obama havia aprovado o desenvolvimento de um grande foguete,  o Space Launch System, e a cápsula espacial Orion. No entanto, ao assumir o poder Donald Trump descartou o projeto que usaria tais sistemas quando ficarem prontos.

Em um discurso realizado no Museu Nacional Smithsonian do Ar e do Espaço, no estado da Virginia, o vice de Trump disse que política espacial dos EUA perdeu a sua vantagem e precisa se reafirmar.  Leia Mais