Bem vindo ao Mundo 3.0

Falando especificamente de negócios, as coisa não funcionam mais como antes.

Soluções que vem desde o século passado, não solucionam mais nada. Operações que eram simples, agora tornaram-se sistemas complexos. Padrões de comportamento e relacionamento instituídos à décadas são desconstruídos em meses. As formas de relacionamentos com os stakeholders, transformam-se do dia para a noite. As propostas de valor estabelecidas lá atras, não tem mais valor.

É todo um novo mundo, uma quantidade enorme de oportunidades. Mas, para quem está olhando somente para si mesmo e para o seu “problema”… tudo parece uma ameaça.

Em 2011 foi previsto que até 2021, 40% das empresas listadas no Fortune 500, desapareceriam por dificuldade de se adaptar. E essa porcentagem, vem aumentando ano a ano.

É possível entender esse cenário de transformação e mudança no qual estamos inseridos hoje?

É possível acompanhar todas a mudanças? Leia Mais

De professores a advogados estão virando moradores de rua

Moradores de rua também têm sua “classe média”, gente outrora mais abastada que entrou numa espiral de decadência da qual não conseguiu sair e, hoje, acode aos albergues da Prefeitura de São Paulo em busca de segurança e de apoio para sobreviver com as próprias pernas. É um subgrupo que não pratica a mendicância, evita dormir ao ar livre e usufrui da estrutura pública de assistência social por meses, às vezes, anos.

Sua penúria tem as mesmas origens de quase toda população excluída –desemprego, despejo, separação conjugal, doenças psiquiátricas e vício em álcool e drogas.

Mas seu tombo social costuma ser maior: até se verem sem nada e atingirem o esgotamento, passaram a maior parte da vida com trabalho e carteira assinada, fizeram cursos universitários, tiveram uma família, falam duas línguas ou mais e viajaram o mundo por conta da carreira ou por aventura.

“A gente vê que muitos moradores de rua são qualificados –tem ex-advogado, dono de posto de gasolina, piloto de avião”, diz o secretário municipal de Assistência e Desenvolvimento Social, Filipe Sabará, que substituiu a vereadora Soninha Francine (PPS) no comando da pasta na gestão João Doria (PSDB) há seis meses. Leia Mais

Antes de Marte astronautas vão à Lua

O vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, afirmou nesta quinta-feira (05/10) que o governo norte-americano planeja enviar humanos de volta à Lua. Trata-se, segundo Pence, de uma missão que melhor preparará o país para a exploração de Marte e outros planetas do nosso Sistema Solar.

Os novos planos vão contra o que o ex-presidente Barack Obama defendia. Ele rejeitava a ideia de concentrar esforços e verba para enviar astronautas à Lua. “Nós já estivemos lá”, dizia ele.

Durante sua administração, Obama havia aprovado o desenvolvimento de um grande foguete,  o Space Launch System, e a cápsula espacial Orion. No entanto, ao assumir o poder Donald Trump descartou o projeto que usaria tais sistemas quando ficarem prontos.

Em um discurso realizado no Museu Nacional Smithsonian do Ar e do Espaço, no estado da Virginia, o vice de Trump disse que política espacial dos EUA perdeu a sua vantagem e precisa se reafirmar.  Leia Mais