93% dos brasileiros conectados já compraram online

comprar na internet

 

Comprar pela internet é algo cada vez mais presente no dia a dia do brasileiro e 93% dos que estão conectados já realizaram alguma compra. A pesquisa Consumidor Digital 2017, realizada pela Conversion, explora as principais características e os hábitos de consumo do brasileiro na internet.

Entre os que já compraram online nos últimos seis meses, 52% o fizeram quatro vezes ou mais e 27% ultrapassaram as sete vezes nesse período. Esses insights buscam orientar o planejamento das ações de marketing e embasar as decisões de negócios ao longo dos meses, auxiliando gestores de e-commerce a criar ações eficazes e com rápido impacto nas vendas.

As mulheres são maioria entre os consumidores digitais (52%), quanto os homens representam 48%. A região Sudeste concentra a maioria das compras online (51%), seguida pelo Sul (14,6%), Nordeste (21,4%) e Centro-Oeste (6,5%) e Norte (6,3%). A faixa etária de 25 a 34 anos concentra 34,2% dos consumidores e, de 35 a 49 anos, são 33,4% dos consumidores.

E o que os consumidores fazem antes de comprar? 78% gostam de pesquisar no Google; 56% nos sites de lojas; 41% no Reclame Aqui; 41% com amigos e familiares; 37% nas redes sociais; 21% blogs especializados; e 7% jornais e revistas.

A confiabilidade ainda aparece como decisiva para escolher o canal de compras. Para 86%, as lojas virtuais mais conhecidas são as escolhidas. O preço baixo aparece para 40% e lojas especializadas para 34%. O Reclame Aqui e o Google, inclusive, são as principais fontes para medir a reputação de um e-commerce para 72% e 69%, respectivamente. »Continue lendo – 93% dos brasileiros conectados já compraram online…

Cuba vai finalmente entrar na era da internet?

cuba na internet

Não importa o quanto você diga para quem viaja a Cuba que ele ou ela ficará offline durante sua estadia – eles costumam não acreditar até a chegada em Havana.

Quando chegam, descobrem que seus iPads e smartphones de repente só servem para tirar fotos e que estas, para seu desalento, não podem ser compartilhadas imediatamente em suas contas no Instagram ou no Facebook.
Tanto os millennials obcecados pelo Snapchat quanto os workaholics viciados em e-mail olham descrentes para os celulares, à espera do familiar sinal 4G, enquanto percebem que passarão por um detox digital forçado.
Por outro lado, muitos dos que viajam a Cuba apreciam a oportunidade de se desconectar.
Mas o que para um turista não passa de uma inconveniência temporária é, na verdade, uma realidade diferente para os cubanos.

Algo distante

Por anos, a sensação de quem estava na ilha era que a internet era algo acontecendo em outro lugar, com outras pessoas.
Recentemente, porém, ficou mais fácil, e barato, ficar online em Cuba.
Existem agora mais de 240 pontos de wi-fi públicos espalhados pelo país, e o preço por uma hora de acesso a internet – embora ainda seja caro para os padrões internacionais – caiu pela metade, para algo equivalente a R$ 4,70. »Continue lendo – Cuba vai finalmente entrar na era da internet?…