Motorola quer distância de smartwatches

moto-360

A plataforma Android Wear teve um ano difícil. O que começou com um anúncio promissor do Android Wear 2.0 durante a conferência Google I/O terminou com um lançamento adiado, uma completa falta de novos modelos e, agora, uma fabricante desiludida.

Em uma nova entrevista para o The Verge, o diretor global de desenvolvimento de produtos da Motorola, Shakil Barkat, afirmou que a empresa se decepcionou com smartwatches e não “vê força suficiente no mercado” para lançar um novo modelo em um futuro próximo.

Não faz tanto tempo assim em que o Moto 360 era um dos smartwatches mais interessantes do mercado. Um dos primeiros aparelhos a adotar a plataforma do Google, o relógio foi uma resposta do Android ao Apple Watch: um aparelho com design bonito, incluindo uma tela circular clássica e um preço acessível. Uma segunda geração chegou no fim de 2015 com melhorias aguardadas e esperava-se que a terceira geração chegaria junto com o Android Wear 2.0.

Agora isso não vai acontecer. Como o executivo da Motorola afirmou na entrevista, “os wearables não possuem um apelo amplo o bastante para nós continuarmos fabricando um todo ano” – um golpe duro, mas que não deixa as portas fechadas para uma eventual nova versão do Moto 360 em 2017 ou 2018.

Com isso, a LG e a Huawei foram deixadas sozinhas para carregar o Android Wear, além de colocar uma pressão na plataforma contra rivais como Apple, Samsung e o Fitbit.

Fonte: IDGNow!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *