Galera vai ao delírio na guerra de robôs da Campus Party

robos campus party 2017

Se um evento consegue traduzir com precisão o que é o espírito geek de uma Campus Party, provavelmente é a Batalha de Robôs.

Um caixote de vidro sustentado por vigas de aço serve de arena para dois protótipos lutadores, desenvolvidos por estudantes de mecatrônica de universidades e clubes de robótica. Ao redor, uma massa de jovens se aglomera sentada em uma arquibancada de madeira ou apoiada no guarda-corpo enquanto gritam palavras de apoio.

“Destrói ele”, “Mata, mata” e até um confuso “Os robôs vão destruir a humanidade” são ouvidos.

Nos bastidores, enquanto os animadores entretêm o público com um campeonato de “Mortal Kombat” no telão, a equipe Ogrobots, de Sorocaba, dá os últimos ajustes no Bugalele, robô equipado com um martelete na dianteira.

“Esse robô já tem três anos de competição, é vice-brasileiro. Mas o robô deles também é forte, vamos ver”, comenta Renan Martines, um dos membros da equipe.

“Eles” são os estudantes da PUC-Rio, que já tem o Touro Light, um robô meio quadradão de 27 kg com um rolo giratório em uma das faces, posicionado na arena.

“A equipe já participa de batalhas há 14 anos, nós estamos há um ano e pouco.” O desempenho do robô? “Ah, tem sido decente”, confessa Matheus Loriato, enquanto anda de um lado para o outro esperando o gongo soar.

O juiz autoriza, e Bugalele sai em disparada na caça de Touro Light, que contorna pela tangente, sem arriscar. No primeiro minuto da batalha, que acaba em três, os robôs só ficam indo e vindo de um lado para o outro da arena, como se estivessem com mal funcionamento.

Pura estratégia. Bugalele encurrala o oponente na lateral do ringue, que sai voando pelos ares, após uma lufada de faíscas. A massa vai ao delírio. Mais algumas trombadas e os robôs viram de barriga para cima. A massa grita: “Vira, vira, meu deus, vira!”.

Mais alguns choques e Touro Light está sem algumas peças, girando sem controle no canto. “Apagou! Apagou!”, grita o narrador. O tempo acaba com a contagem regressiva da torcida, e a Ogro Bots comemora os pontos para a próxima fase.

A Batalha de Robôs continua durante toda a Campus, no Anhembi (SP), na área aberta ao público. A final será no sábado (4), das 10h30 às 14h30. Os vencedores levam R$ 5.000, além da fama.

Fonte: FOLHA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *