Eike é procurado pela polícia

eike preso policia

A Polícia Federal está procurando o empresário Eike Batista para cumprir um mandado de prisão preventiva. A ação faz parte da Operação Eficiência, segunda fase da Calicute, braço da Lava Jato do Rio.

Os policiais chegaram à casa do empresário, localizada no Jardim Botânico, zona sul, por volta das 6h da manhã. O empresário, no entanto, não está no Brasil, segundo apurou o UOL. Segundo a Polícia Federal, ele ainda não é considerado foragido pela Justiça. Contra ele também está sendo cumprido mandado de busca e apreensão.

Eike é investigado por corrupção ativa por ter pagado propina para o ex-governador do Rio Sérgio Cabral (PMDB) utilizando um contrato fictício. A reportagem ligou para o celular do advogado de Eike, mas não conseguiu o contato. À “GloboNews”, ele afirmou que Eike se entregará quando voltar ao país. A assessoria de comunicação do grupo EBX, de Eike, ainda não foi localizada.

O juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal, expediu nove mandados de prisão preventiva, quatro de condução coercitiva (quando a pessoa é obrigada a acompanhar os policiais para prestarem depoimento) e 22 de busca e apreensão, todos no Rio de Janeiro.

Entre os alvos de mandado de prisão estão Cabral, seu ex-assessor Carlos Miranda e o ex-secretário de governo Wilson Carlos. Os três já estão presos desde a Operação Calicute, realizada novembro do ano passado.

Segundo o juiz, a prisão dos três foi decretada mais uma vez porque apareceram fatos novos na investigação: “aparentemente estariam em curso condutas ilícitas ainda não apuradas, de lavagem e ocultação de ativos em nome de terceiros, e por isso não consideradas na decisão anterior que determinou as prisões preventivas destes acusados, o que igualmente sugere, também por esse motivo, a necessidade de novo decreto de prisão complementar, que acolho.”

Voo só de ida
Segundo informações da GloboNews, a reserva de Eike Batista no voo da American Airlines que o levou a Nova York não tem a data estipulada para a volta.

O advogado de Eike, Fernando Martins, confirmou à TV Globo que Eike está em Nova York. Ele disse que não sabe a localização e que ele foi a trabalho. Fernando afirmou que ele vai voltar pra se apresentar, “como sempre o fez”, mas não tem previsão desse voo, nem se é hoje.

Ele disse ainda que todas as informações sobre o Eike estão concentradas no Rio, no escritório de advocacia, e que o cliente dele não vai deixar de se apresentar e fornecer todas as informações à Justiça.

De acordo com o delegado Tacio Muzzi, a informação de que ele estaria fora do país só chegou ao conhecimento da PF nesta madrugada.

“Na primeira hora de hoje levantou-se a possibilidade de uma reserva para um voo da American Airlines, voo 974, com destino a Nova York, chegando na parte da manhã. Agora, a Polícia Federal já está em pleno contato com a Interpol, primeiro para localizar, para verificar se ele efetivamente chegou à Nova York.

Essa informação não foi confirmada ainda, mas a Interpol já está verificando no âmbito da cooperação policial”, afirmou o delegado em coletiva da Operação Eficiência. A PF ainda investiga a possibilidade de Eike ter deixado o país utilizando passaporte alemão.

A Polícia Federal apura se houve vazamento da operação. Um mandado de prisão internacional será pedido pela Polícia Federal à Interpol para o empresário, com cumprimento imediato, caso ele esteja no exterior.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *