Apple supera Samsung em vendas

iPhone-7-vs-Note-7-full-specs-compared

As vendas do iPhone 7 ajudaram a Apple a registrar uma receita recorde no primeiro trimestre do ano fiscal de 2017, finalizado em 31 de dezembro do ano passado, encerrando a série de três trimestres consecutivos de queda na receita.

Além disso, os 78,3 milhões de iPhones comercializados no período, totalizando 54,4 bilhões de dólares, permitiram que a Apple superasse a rival Samsung, que registrou 77,5 milhões de smartphones vendidos no trimestre. Com isso, a Apple ficou 17,8% do mercado de smartphones, um pouco à frente da concorrente sul-coreana, que fechou o ano com 17,7%.

Apesar do desempenho acima das expectativas do mercado, o iPhone 7 não conseguiu garantir rentabilidade para a empresa, já que as margens foram muito pressionadas no período.

O resultado foi que o lucro da fabricante registrou queda de 2,5%, de US$ 18,3 bilhões um ano antes para US$ 17,8 bilhões no trimestre. Em contrapartida, a receita aumentou 3,3%, para US$ 78,3 bilhões contra US$ 75,8 bilhões nos três primeiros meses do exercício fiscal de 2016.

Lançado em setembro do ano passado, o iPhone 7 representou uma atualização modesta de seu antecessor, o iPhone 6S, por isso a evolução para uma nova versão no curto prazo foi vista como improvável — o smartphone incorporou alguns poucos recursos, tais como resistência à água, uma câmera digital melhorada, maior vida útil da bateria e processador de maior capacidade. Mas, agora, com o novo “surto” de demanda, sugere que os consumidores ainda têm interesse nos mais recentes modelos da Apple, o que aumenta a possibilidade de um upgrade mais significativo do produto ainda neste ano, em que o iPhone completa dez anos.

“O iPhone 7 é nosso modelo mais popular”, disse o CEO, Tim Cook, em conferência com analistas. “Nós verificamos uma forte demanda pelo aparelho, especialmente para iPhone 7 Plus.” O iPhone 7 Plus foi lançado com preço base de US$ 20 a mais que seu antecessor (o iPhone 6S Plus), o que impulsionou o preço médio de venda e compensou o impacto causado pelo grande número de consumidores que ainda adquiriram o 6S Plus e o iPhone SE, mais barato, no trimestre.

Fonte: IDGNow!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *